quinta-feira, 14 de março de 2013

Será que rolou?

De modo geral, o brasileiro sofre da síndrome do vira-lata, né? E, por isso, temos a mania de achar que tudo que vem de fora é muito melhor que o temos por aqui. Mas aí fiquei olhando pra essa capa da Vogue Paris e pensando se rolou ou não? E se eles realmente estão tão a frente do que nossa Vogue tem feito...
Fico somando as peças e achando tudo muito bizarro neste último trabalho deles. Venham comigo: é Isabeli + Mario Testino + Vogue Paris + Peru e o resultado é APENAS uma leitura caricata e folclórica do país? Justamente na capa? Ainda mais quando é trabalho de um peruano?
Não vi o editorial completo ainda, mas se eu fosse o Mario Testino, tentaria de toda forma mostrar para o mundo que minha terra tem muito mais que eles imaginam. E, de maneira alguma, deixaria a capa de uma das mais importantes publicações do mundo resumisse a minha cultura ao clichê que todos já cansaram de ver: artesanato colorido e montanhas.
Acredito que valia aqui uma leitura mais complexa, um caminho menos óbvio e, talvez, uma moda mais moderna que esta tipicamente peruana.
Em todo caso, as cores tão lindas. Ahazou, Mario!

2 comentários:

@Anderson_SS disse...

nossa, lembrei muito do visual do Boy George...

http://fmanha.com.br/blogs/overdrive/files/2010/10/culture.jpg

Grazielli Moreira disse...

Desde que Carine saiu a Vogue Paris vem descendo ladeira abaixo. Emmanuelle nao serve para ser diretora da revista ela esta conseguindo direitinho acabar com 10 anos de trabalho da Roitfeld

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^