quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Enfim, Aline!

Bem  no começo da revista, Sérgio Xavier, em seu editorial, avisa que Aline Prado foi uma contratação de última hora. Chegou mudando o planejamento do coelho e, finalmente, ocupou um lugar que é de direito seu há 8 anos. Diferentemente da antecessora Valéria Valenssa (gente, o nome dela é com 2 ESSES!), a ex-Globeleza não podia posar nua enquanto estava a frente da vinheta de carnaval da Globo, por isso a troca de musa era o momento certo para a capa de Playboy. E, olha, que bom que Aline topou!
Com um sorrisão estampando o rosto e uma malemolência contagiante, a mulata deixa todos os leitores boquiabertos. Sério, a menina está ótima em todos os momentos do ensaio clicado por Autumn Sonnichsen. E olha que as fotos vão da praia para o barracão da escola de samba, passando por uma coisa black/bling-bling, sem aviso prévio. É todo um samba de referências que só funciona pelo tesão, pela vontade de estar ali estampando aquelas páginas.
Na curta entrevista que acompanha o ensaio, perguntam para Aline como é ser a 6ª negra na capa da revista. E, claro, ela se sente lisonjeada. Eu, no lugar dela, teria aproveitado para dar uma boa resposta e deixar claro que no Brasil tem tanta negra que merece essa capa, que esse número é no mínino ridículo. Mas né, vamos aplaudir essa escolha! Melhor poucas, que nenhuma...
O ensaio produzido por Fabiana Moritz é tão legal, tão cheio de energia, que quando acaba a gente volta as páginas para ver outra vez. E aí acaba de novo e você volta. E fica nesse ciclo. Gente, porque essa economia de fotos? Tava tudo tão legal, certeza que dava para publicar um pouco mais de fotos. E, como a gente já viu antes, por seu estilo mais bagunçado e despretensioso, Autumn funciona bem com matérias mais longas, onde a gente pode ver todas as suas ideias fervilhando e se desdobrando em sensualidade.

7 comentários:

Ericson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ericson disse...

Eu achei estranho a capa, parece que a Aline está torta, sei lá, um lado mais alto que o outro. Mas o que me incomodou muito foi a tipografia que usaram na capa.

O ensaio ficou bom. A Aline estava entregue, solta, bem contente com o desfecho como Globeleza!!

;)

fabiana moritz disse...

Muito Obrigada Thiago Muniz! Bjo grande, Fabiana Moritz

cuca disse...

O ensaio é completamento sem nexo! não há conexão alguma: praia, hip hop, barracão.. ?? oi ?? e a capa? garota do morro? por favor sejamos sinceros é beeeem meia boca. A resenha do blog so foi positiva pelo relacionamento com a Fabiana Moritz.

Thiago Muniz disse...

Gente, mas que relacionamento com a Fabiana Moritz? NUNCA troquei uma palavra com ela. Inclusive, nem sabia que ela lia o dasBancas até o comentário acima.

Luisa disse...

achei maaaaara

Sarah Santos disse...

Aline é linda,mas o ensaio foi decepcionante.A preguiça da Playboy realmente anda no máximo.Criatividade nível zero.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^