segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Tente outra vez

não dou conta desse splash da Maxim, ainda mais na bunda na moça.


Maxim, assim não dá!
siliguem nas fotos de divulgação do ensaio de Janeiro da revista. Sim, janeiro.

prefiro chorando com os cachorrinhos de rua, ou , sei lá, desempregada mesmo...

O que é essa produção, essas cores completamente diferentes em cada foto, essa expontaneidade?! Isso é sensualidade, Brasil?

15 comentários:

Juliano disse...

Pra mim tudo começa com a escolha da fonte! Não parece revista de pesca? Tadinha da moça da capa!

RaFa . disse...

Nossa, ela tá viva ainda?!

Pedro disse...

. mas quem é Luiza Mel ultimamente?

Anderson disse...

essas de divulgação não são nada perto de algumas das bizarrices do ensaio completo.

Anderson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maurício disse...

Acho essa mulher tão cafona...tão cafona...tão cafona...que ganha da Xuxa....agora é dois L o mel dela...ela me irrita....

Poio disse...

Sorriso bonito, fotos kitsch.

Maria disse...

SILIGUEM?

Thiago Muniz. disse...

não vou precisar explicar que siliguem, michoco e afins são piada, né?

Augusto disse...

A Maxim e seus ALTOS & BAIXOS

Serginho disse...

Eu acho essa moça tão cafona também.
O tempo dela ficou lá atras, com a inaugração da Rede TV.

Marcela Zatz disse...

seus menininhos frustrados.

Gusicuma disse...

"expontaneidade" também foi uma piada? Pq lá no meu português "expontaneidade" é com "S"

Enfim...

"abrassos"

Camila Alam disse...

Não precisa explicar, Thiago.. rs

Agora, meelldellss, que coisa horríveeell essa Luiza!

Leonardo Valle disse...

Tempo que não comento aqui, mas vou me manifestar antes da página de posts virar. Sinceramente, não acha a Luiza Mell nenhuma baranga. Na minha opinião esse show de horror é culpa TOTAL e EXCLUSIVAMENTE da produção. Não tinha fotógrafo para orientar a modelo não, minha gente? Não tinha produtora pra tirar esse sapato preto da mão dela e mandar ela sorrir menos com a gengiva? Isso tá com cara de produção barata que saiu caro. Nota zero.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^