segunda-feira, 30 de maio de 2011

Na capa e no cinema

No mês passado fiz um post que compilou os elogios às capas de março, abril e maio da Gloss, apesar da primeira edição de 2011 ser a minha favorita. Faço questão de justificar, porque reconheço que o dasBancas não costumava aliviar nos comentários da revista, basta rever no histórico.

Então não avaliem mal se gostar menos de uma, dentre as seis publicadas no ano, mesmo se a atriz em destaque for Cleo Pires, a Personagem de 2010 eleita aqui no blog. Bem, vocês vão entender…

307837768Ixi…

Primeiro, Cleo está a cara de Mayana Moura. E a única coisa boa que Mayana tem frente à Cleo é a altura, então não interpretem isso como elogio. O cabelo está com aspecto de sujo, emplastado. Gosto do cross matéria/batom vermelho no make up, mas a chamada é enorme (vai até o pescoço) e esteticamente ficou feia – ícone coração e combinação de cores verde, amarelo e vermelho. O guia de esmaltes poderia ser melhor destacado, se posicionado em outro lugar. E no todo, achei a capa escura e pesada, por causa do cabelo e look negros.

248320-630x495qualquergatoviralata_1

Para quem não entendeu o timing de escolha da atriz para capa da publicação – Cleo não está em nenhuma novela atualmente –, Qualquer gato vira-lata, filme em que é protagonista, está prestes a estrear nos cinemas. Para quem se interessou, clique aqui e assista o trailer.

3 comentários:

Gabi César disse...

Eu não vejo tanto problema na combinação de cores, mas acho que o rosto dela ficou chapado, sem volume, esquisitão :(

gatinha disse...

tambem achei estanho a afinação do rosto.

Leandro disse...

Tbm não vejo tantos problemas assim nessa capa, apesar de achá-la feia como a grande maioria das capas da Gloss, mas quero dizer que a Cleo desse cartaz aí é muito mais bonita que a da capa. A expressão dela nessa foto tem uma graça que combina com aquela Gloss do início (só que sem todas aquelas baranguices).

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^