sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Lá e cá...

Vamos falar da Playboy de Janeiro, minha gente? Tá, eu sei que isso é assunto secundário em semana de estréia de BBB, mas é isso que move este blog. O BBB também, mas eles costumam dar as caras por aqui só mais tarde. Então vamos lá...
A Playboy de janeiro chegou às bancas com duas capas diferentes, como já falamos por aqui, como adoro Lindsay e esse blog apoia a campanha #FreeLiLo é lógico que escolhi a capa da garota sardenta para levar para casa. Diferentemente do que tenho visto falar na internet, não tive nenhum problema para encontrar a edição de colecionador. Muito pelo contrário, na primeira banca que parei, tinha montes da menina para quem quisesse. E, claro, a capa de Lindsay é muito mais bonita que a de Vanessa Zotth.
Falando de Lindsay, são poucas as diferenças da edição americana para a brasileira. Na edição da gringa temos algumas fotos a mais do que as publicadas aqui. De resto, é tudo muito igual. Sobre o ensaio, já falei bastante por aqui, mas um outro comentário não pode deixar de ser feito. Quando vi as fotos digitais, já senti que tinha um tratamento pesado, mas como tratava-se de fotos digitalizadas, não quis entrar neste mérito, mas no papel - e, principalmente, numa foto não publicada aqui - vemos que Lindsay foi praticamente redesenhada na pós-produção das fotos. Tem sombras estrategicamente colocadas, curvas trabalhas e uma granulação intensa que esconde muita coisa. Menos as sardas, claro!
Mas, como LiLo não é tudo em nossa edição - obrigado, senhor! - vamos ao ensaio principal da edição: a musa da Escolinha do Barulho, Vanessa Zotth. De fato, Vanessa é uma mulher bonita, super gostosona e sem medo de se mostrar. Essa liberdade da estrela reflete-se no trabalho do fotógrafo. Por isso, temos em mãos o ensaio mais comercial de André Passos. Nem em sua época de SEXY, André era tão direto em suas imagens. Mas, apesar disso, ele tentou alguns artifícios para sofisticar as fotos.
Essa tentativa de sofisticação acaba dando uma quebrada no ritmo do ensaio e criando um ensaio dentro do outro, o que acho bem ruim. Afinal, nada indicia uma justificativa para o abandono da temática professorinha safada, para chegar nas vendas e amarrações. Nesse sentido, só acho a palmatória no bumbum bacana.
O mais engraçado dessa quebra é que estas fotos fora do contexto original são as mais legais publicadas pela revista e, eu teria feito tudo nesse clima e deixado a coisa mais classuda, bem do jeito que André sabe fazer.
A moda do ensaio não tem muito para onde ir, afinal Dona Fifi de Assis já tem um figurino bem característico e que deixa os homens loucos. De maneira isso não poderia ser ignorado e, neste quesito, a produção é muito competente. É tudo tão cafona quanto o usado na TV.
De modo geral, o ensaio é positivo. Tem fotos ousadas, sem as tais sombras odiadas pelos leitores, tem uma tesoura atrevita e uma boa raimunda. Do jeito que o brasileiro gosta!

10 comentários:

Maurício disse...

A capa da Vanessa é muito mais bonita que da Lindsay, não tem comparação.

Alípio disse...

Falam tanto da Lohan, que parece que é a Scarlett Johansson posando na Pby. Baita exagero. Sem dúvida é um marco para a Playboy USA, mas nós não somos estadunidenses (por favor, não cortem os pulsos!).

É só uma gringa bonitinha (não é um mulherão), que tem apelo com adolescentes (e do sexo feminino) em uma capa feia e ensaio ruim.

Já mirando na nossa realidade, o ensaio da Vanessa não é ruim, é até legal. E parece que Playboy agora não quer mais infernizar seus leitores com uma quase-nudez (foi bem rápido, demorou SÓ dois anos, bacana).

Até tentei me empolgar com essa "nova fase", com essa pseudo volta aos trilhos... mas não tá rolando. Sabe aquele história do antes tarde do que nunca? Pois é, não funfou, foi tarde Playboy, muito tarde....

Kelvelyn disse...

Eu achei o ensaio da Vanessa bacana é bom sim e não tem sombras.

Acabei comprando a capa da Lohan mesmo não achando a capa essa coisa toda o ensaio tbm é um lixo e como disse o Alípio que exagero em torno dela.

Kelvelyn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kelvelyn disse...

E como não poderia deixar de aconteçer a minha revista veio amassada e com um erro de impresão nas pag. do entrevistão.A Playboy não toma jeito.

Romualdo Santos disse...

Essa é a primeira edição americana que compro. Intem obrigatorio pra colecionador.

Vitor disse...

Sem dúvida a capa da Dona Fifi é muito mais legal e gostosa de ser ver.

Luísa disse...

A Lindsay tá esquisita com esse cabelo loiro. Era MUITO MELHOR ruiva e mais gordinha.

Poio disse...

As duas capas são fracas. As "fotos" da Lindsay são embaraçosas, o rosto e o corpo parecem um personagem do Tron, são criações digitais.

O ensaio da Vanessa tem algumas boas fotos, mas ela não expressa sensualidade, uma expressão pétrea, precisaria ter soltado mais.

Rafael S disse...

Ao menos nas bancas que fui aqui em Salvador, dá para encontrar ambas as opções de capa com facilidade.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^