sexta-feira, 11 de abril de 2014

Lenga-lenga de abril na Playboy

Desde que divulgamos as capas, já imaginávamos que este não seria um mês fácil para a Playboy Brasil. Com aquelas capinhas sem graça, era mais do que óbvio que os recheios não poderiam nos surpreender positivamente, né?
Daí que vendo os ensaios principais, a sensação que tenho é a mesma para os dois casos: faltou profissionalismo. Os ensaios não são horrorosos, mas não chegam ao ponto de serem considerados ok, sabe? Têm um ranço meio estranho, meio amador. Não sei explicar direito, mas vou tentar.
No caso de Gaby Potência, a verdadeira estrela da edição, a sensação é que – apesar da luz bem cuidada e dos ângulos bem explorados –, falta repertório ao fotógrafo (Ricardo Corrêa) responsável pelos cliques. O tempo inteiro há uma impressão de que já vimos aquela foto antes. Claro que a locação não ajuda a ser muito inovador, mas mais que inovação, senti falta de assinatura.
Deste ensaio, destaco pouca coisa e, talvez, a única foto que me chama atenção é esta logo abaixo:
 Passado o ensaio de Gaby, vamos falar da "sereia" Ana Paula Maciel.
Então, gente. O ensaio é isso aí que tá logo acima. Péssimo, amador, frio, sem presença nenhuma e com tanta intervenção na cara da modelo, que não dá pra ver nenhuma expressão.
A única foto mais ou menos que André Sanseverino conseguiu fazer em todo o curtíssimo ensaio é essa, e mesmo que não fosse tudo tão tosco quanto publicado, seria difícil ser impressionado por tão poucas fotos, né?
Olha, eu acreditava que a tal musa do Greenpeace daria um ensaio bom. Acreditava no gancho da contratação, e na coisa mais natural e menos musa siliconada. Até estava achando que era um respiro em meio a tantas mulheres perfeitinhas. Mas, sabe, virou uma puta decepção...

6 comentários:

SÉRGIO LIMA disse...

Acho essa ativista com cara de irmã da gente que saiu do banho com Neutrox ou Creme Rinse no cabelo na tentativa de dar aquela alisada marota no cabelo.
Fora o tanto que ela eh "sençual" igual a uma porta.
RIP PBY

Apenas Um fã disse...

Dois ensaios fraquíssimos.
Usaram tanto photoshop nas fotos da ativista tentando embelezá-la que a transformaram numa boneca de cêra.Realmente a frieza é total,e a sensualidade é zero.

Wilson Roberto disse...

Reparem na segunda foto, a que ela está tomando leite. Atentem ao seio esquerdo... viram? ele está "quadrado" do lado esquerdo. Fizeram um recorte tosco e nem usaram um blurzinho, tá com o serrilhado ainda.
O mesmo acontece na bunda da ativista, na última foto.
Que profissionais estão "tratando" essas fotos?!

jean disse...

Eu até gostei do ensaio da Gaby, mesmo achando que ela é mulher pra ser capa da extinta PREMIUM.
O da ativista é todo ruim, se um fotografo oficial da revista tivesse feito as fotos sairia algo bem melhor.

Ader disse...

Eu fiquei na expectativa de um ensaio mais inspirado com a ativista. Mas acho que a revista pecou em escolher um fotógrafo inadequado para o trabalho. A menina não é modelo profissional, não é atriz, não é "do meio". Pra contra-balancear o amadorismo dela, deveriam ter escolhido um fotógrafo que não pensasse só no óbvio. Um fotógrafo capaz de tirá-la do lugar comum e tentasse explorar, para o bem, ausência de clichês de uma "outsider". Mas foi isso aí…

leonardo almeida disse...

Playboy já era. Verba baixa não pode ser aliada a amadorismo e falta de bom gosto. A revista da capa as piadas está um lixo. Hoje, me envergonho de ser assinante da SAUDOSA revista mais gostosa do Brasil. EQUIPE NOVA JÁ!

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^