segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Rainha destronada

Sheron Menezes é das estrelas da Globo que menos me chamam atenção: acho chata, arrogante e sempre muito blasé em suas falas. Cheia de si, muito confiante no próprio taco. Mas, uma coisa é fato, a nega é LINDA num nível que eu quase perdôo a afetação.
E, vendo suas fotos para GQ, fiquei me questionando por que carga d'águas o pessoal de lá preferiu dar uma capa sem graça pro Federer ao invés de botar a Rainha Destronada em pleno carnaval nas bancas. Vai entender, né?

As fotos são do incansável Christian Gaul.


4 comentários:

RaFa . disse...

A GQ dançou em não dar capa pra ela.
Mas depois de 3 musas seguidas, devem ter achado que ficaria ruim.

Falsworth disse...

Concordo com o Rafa.

Sabia que iriam aproveitar a vinda do Federer ao Brasil! Recebi a minha hoje, e em mãos a capa é bem boa. Tem um "quê" de GQ americana.

Entretanto, eu teria colocado o Federer em janeiro - como a do Daniel Craig de jan/2012 - e dado a de Fevereiro à Sabrina Sato.

Não acho a Sheron, tampouco a Débora, relevante o suficiente para ser capa da GQ - ainda.

Júnior Bueno disse...

Acho a Sheron linda e tals e apesar da chatice dela fora das câmeras, é uma beleza de se ver uma negra tendo destaque. Se Aran eu fosse, dava capa pra ela. De aniversário, numa black issue.

Syd Gilmor disse...

Em termos de chatice e arrogância,ninguém ganha da Luana Piovani,e mesmo assim sempre ganha uma capa de revista.Preferem repetir capas com as mesmas branquelinhas do que trazer mais deusas negras?Qual é.Sheron no recheio é muito pouco.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^