sábado, 14 de novembro de 2009

Na boca do povo

Nunca na história desse país um vestido rosa (bem rosa), barato (bem barato) e curto (beeem curto) causou tanto reboliço como este fotografado para a capa da ISTOÉ dessa semana. Dentro dele, toda cheia (bem cheia) de si, a estudante Geisy Arruda, 20 aninhos (?), musa absoluta da – nunca tinha ouvido falar – Uniban.

A polêmica é boa, continua rendendo e tudo indica que o vestidinho arejado e seu farto recheio estrelarão em breve outro ensaio, agora para uma revista masculina (olha o primeiro semestre da Playboy chegando aí, gente!), e será a fantasia nº 01 do Carnaval de 2010. Sucesso absoluto – com todo o respeito, Geisy – nos tradicionalíssimos blocos das piranhas.

Não provoque, é cor de rosa choque

20 comentários:

Thiago Muniz. disse...

Gorda.

Brega.

Ponto.

Caio disse...

Eu acho super válida a capa e o assunto!
Nada justifica o que fizeram com a moça (oi?).
Poderia ser quem fosse, aquele episódio foi triste e vergonhoso.

Serginho disse...

Acho ridiculo a forma com vem sendo tratado o caso por alguns blogs e sites.

O fato de ela ser gorda. Ser brega. Ou qualquer coisa, nada tem haver com a ignorancia absurda que em que foi conduzido o caso.

Se as pessoas forem julgadas pelo que vestem, o mundo tá perdido.

A mais ridicula na história toda é a tal Uniban, que assumiu a postura errada. Ao invés de defender quem estava certa, puniu.

a indecência não estava em suas coxas despidas ou em seu corpo parcialmente coberto pelo vestido rosa-choque. Indecentes foram as manifestações de machismo e intolerância a que ela fora submetida.

Que venha Playboy. Que venha Sexy. Que venha Premium ou qualquer outra.

E que venha ainda uma tarde de autografos na própria Universidade.

Quero ver se os machoes que humilharam não estariam ali, pegando um autografo ou tirando uma foto.

Triste país esse nosso! Triste.

Maurício disse...

Povo de deus.....se tivemos que engolir melancia transgênica com alto teor de gordura na Playboy, o que é um loira dessa pelada....Jesus me acudaaaaaa

Cássio disse...

A PBY vai ser tão gulosa e não vai deixar a Geisynha pra Sexy???
A revista tá precisando tanto de uma capa polêmica...

Acho q o fato de ser gordinha nem é empecilho, já que a Sexy e Trip colocaram, modelos acima do peso, no recheio e capa, respectivamente, há exatos 10 anos. E a PBY estampou a Melância 500 vezes...

Cássio disse...

Essa capa da Istoé, apesar de simples, está alinhada e com jogo de cores legal. Sugiro ela pra eleição de melhor capa semanal (aqui no blog).

Leandro disse...

Cássio, tbm gosto dessa capa, do uso do rosa nela e na matéria, além da relevância do tema, claro.

Acho q só de levar um post nosso já fica claro que ela se destacou em relação as outras semanais de informação (sem post). A Veja perdeu um capão.

Espero que role um Paixão Nacional. "Espero" prq acho sim que a polêmica é merecedora de capa, mas não da edição regular e sim do especial prq ele tem o perfil (físico, que seja) da moça.

E a SEXY, bem, a SEXY...

Abç!

RaFa . disse...

Ela parece homem. E dos feios.
Com certeza esse rebuliço vai acabar dando notoriedade ao moçA.O mesmo foi assim com a Monica Veloso. A diferença pelo menos é que a Monica era bonita.
MAs tá na cara que ela é uma aproveitadora e tá se divertindo com toda essa sua fama instantânea que todos dão a ela por só falar nisso.

Thiago Muniz. disse...

Só pra ficar claro:

o caso é absurdo. o que fizeram foi podre. mas nada disso tira dela o título de brega. ponto.

e acho q não é posando pelada que ela vai mudar a situação. a situação tem q ser mudada no ensino de base, na legislação que rege as universidades. pra finalizar, em todo o sistema educacional brasileiro.

mas voltou a dizer:

feia.

gorda.

brega.

ponto.

wolver disse...

O texto do blog está igual à reação dos ignorantes da Uniban, que cometeram uma violência troglodita contra a Mulher. Tão troglodita e missoginista quanto.

Sacha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leandro disse...

Preconceito é uma merda, mas hipocrisia tá ali juntinho. Atire o primeiro mouse quem aqui ao ver um favelado nunca lhe passou pela kbç que ele fosse ladrão, um bailarino que ele fosse viado, um político que ele fosse corrupto, um cantor de reggae que fosse maconheiro, uma loira oxigenada, gostosona e com um mini-vestido rosa choque, em plena faculdade, que ela fosse uma boa aluna.

Daí a fazer o que foi feito é um passo tão grande, mas tão grande. Jamais estaria com a maioria. Sou do bonde da Geisy. O post não discute se o que foi feito com ela é certo ou errado (óbvio, não?), se faltou bom senso da chapeuzinho-vermelho (óbvio, não?), dos lobos-maus (óbvio, não?), da Uniban (óbvio, não?)... O post fala de revistas, meus caros. Se a capa da ISTOÉ é válida, se a capa da PBY com Geisy (regular? Especial?) é válida. Fútil? Tô nem aí. Ando cansado dos filósofos, pensadores, existencialistas, militantes e indignados do Twitter. Querem mesmo fazer algo pela educação do país? Querem de verdade acabar com a violência? Querem acabar com a corrupção de Brasília? Querem salvar o erotismo das mãos da breguice? Querem salvar as tartarugas marinhas? Primeiro passo: desliguem a net e pratiquem mais todo esse, até então, discurso.

Greg disse...

Mandou muito bem, Bitch.
Passei mal um bocado com o texto. Hazô.

E tá usando ainda "e que venha fulaninha"?
Não, né?

gabi cesar disse...

Pro Leandro: "não quero saber de lirismo que não seja libertação!". :)

EO importante, numa semanal, é o timing! E nisso essa capa foi mestra! Independente de gostarmos ou não da Geisy...

gabi cesar disse...

opa!

* E o

Poio disse...

Gostei muito da capa,tanto as cores qt a foto, bem "sexual politics". A expressao dela esta tipo uma Beth Ditto/Tati Quebra-Barraco, confrontando a hipocrisia e o provincianismo.
Lamentavel as manifestacoes preconceituosas e o falso moralismo, ate porque ja shorts e saias muito menores na universidade.

Jean Cândido disse...

RT Leandro Preconceito é uma merda, mas hipocrisia tá ali juntinho. Atire o primeiro mouse quem aqui ao ver um favelado nunca lhe passou pela kbç que ele fosse ladrão, um bailarino que ele fosse viado, um político que ele fosse corrupto, um cantor de reggae que fosse maconheiro, uma loira oxigenada, gostosona e com um mini-vestido rosa choque, em plena faculdade, que ela fosse uma boa aluna.

huaihauihauihaua.

Pedro disse...

. nem acho o vestido tão curto

e vem a aí a 'fogueteira' dos anos 2000?
lembram da tal mulher da copa?

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline disse...

gente, ela conseguiu o que queria: aparecer!
e dou total apoio ao Leandro. Deixem as discussões filosóficas para Luciana Gimenez :D

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^