quinta-feira, 18 de março de 2010

A Nova não inova

Desde janeiro, com Taís Araújo, a Nova voltou a adotar o fundo branco em suas capas. Nenhuma inovação, já que as capas da Nova que faziam maior sucesso aqui em casa lá nos anos 90 eram todas assim, com destaque quase que exclusivo para a garota poderosa-dadeira-emancipada-profissa-descabelada-sexy-exagerada da capa. Nem sou lá fã de fundo branco, mas este é um alento perto daquelas texturas de gosto controverso que estavam sendo usadas. E o resto é aquilo de sempre: a linda Alinne Moraes em mais uma capa da publicação e muitas chamadinhas de como dar mais e melhor.

"Um milhão de orgasmos" por apenas R$ 10,00
(ou R$ 7,50, na versão pocket
)

P.S.: Com a chegada de uma nova diretora de redação no pedaço, veremos em breve se teremos mudanças e, duvido, inovações.

3 comentários:

Pedro disse...

. morri!

ahuahauhaha
ahahuhuhuha

mto divertido o post!
como dar mais e melhor. e a garota da capa cheia de qualidades...

ai, post do dasBancas de antigamente!

RaFa . disse...

Eu lembro nos tempo de 2000/01 quando as capas da NOVA eram um tanto comentadas e elogiadas. ma que me lembro é da Angélica, numa capa vermelha, linda e muito sexy.
Agora acho que eles perderam a fórmula. Daqui a pouco tão ficando igual e Gloss. Que por falar em GLOSS, a Suzuki até que tá bunitinha na capa.

Gabriela Martins disse...

Podem me bater, mas essa capa eu até gostei. Deram uma segurada no cabelo bagunçado-esvoaçante, a pose não é forçada e colocaram um vestido no lugar dos panos que viram roupa de sempre.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^