domingo, 1 de maio de 2011

É marmelada, é marmelada

Tiago Leifert, o décimo colocado na eleição do Homem do Ano de 2010 da Alfa (o primeiro foi o videomaker Joe Penna oi?), leva a melhor na GQ Brasil e é o primeiro homem a estampar a publicação nacional. Se bem que, pra mim, é marmelada: Leifert foi citado em chamada editorial na capa de Ambrósio (Tiago Leifert em coluna inédita) e é colunista da seção Diálogos sobre esportes.

287542295 (2)Tão preguiçoso quanto colocar a Jhenny na capa da VIP

É fato que a segunda edição da GQ Brasil é dotada de mais personalidade: tanto a proposta do auto-retrato, quanto a produção de moda que climatiza ares retrô. Gosto muito da marcação da sombra escura atrás de Tiago, que reflete inclusive sob o logo da revista – a mesma preocupação não foi tomada na primeira edição.

Embora a quantidade exagerada de chamadas editoriais, a composição é bem estruturada e os pesos são sutis, incomodando pouco a visualização do todo. E nota-se que a Itália terá duplo destaque na edição: com Monica Bellucci e Barbara Berlusconi, a namorada de Pato. Aqueles que esperavam por um ensaio inédito de alguma brasileira, precisarão ser pacientes em maio.

E fecho o post só questionando: se Leifert será capa por ser o entrevistado da seção J.R. Duran Entrevista, porque o destaque não foi dado à Luana Piovani na edição #1?

6 comentários:

Israel Carneiro disse...

Acho que proximo mês vem capa enlatada,já que a proporção(vi na M&M)é de 2 nacionais p/uma enlatada.

Fran Alves disse...

Não gostei...

luciano disse...

homem na capa, ensaio enlatado me faz pensar: compro ou não a revista...

Ainda mais com esse sol lá fora.

Kelvelyn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tiago Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
teste1 disse...

Meu Deus, o garoto dá capa tá se afogando em tantas chamadas. Não deixaram um cantinho em branco.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^