segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Trip 171 cheirando a naftalina

Sempre fui meio olhudo com esse lance de revista. Não posso ver uma lombada quadrada com alguns milímetros a mais que a mão já começa a coçar. Foi meio o que aconteceu com essa Trip. Três capas feias, Trip Girl nº 1 desinteressante, Trip Girl nº 2 totalmente desnecessária, Ronaldo gordito e pegador de traveco nas Páginas Negras, longevidade como tema da vez... Só mesmo uma lombada tijolo pra tirar R$ 9,90 e o escorpião do meu bolso. Mas me ferrei legal. 25 páginas da revista são apenas para apresentar os indicados à segunda edição do Prêmio Trip Transformadores, aquele prêmiozinho politicamente correto (chato mesmo) que a Trip jura que é legal e está relacionado aos temas cabeça (chatos mesmo) abordados nas edições. Já que comprei, vale ao menos uma resenha. Então lá vai!
.
Adriana Veraldi, a 1ª Trip Girl da edição, é apresentada na capa como “linda e desbocada”. Adoro mulher desbocada, mas não vi um palavrão nas citações feitas pela modelo mineira de 21 anos. Nas fotos, feitas por Nikhil (joga no Google e depois me conta), a jovem tá com cara de acabada e com os olhos sempre meio-aberto-meio-fechado. Não gosto das fotos. A da capa é péssima e não entraria no meu ensaio de jeito nenhum. Acho que nem no da Trip entraria, como podemos ver na imagem abaixo, mas acabou entrando e indo pra capa.
.Abre o olho, porra!
.Qual a parte do “abre o olho, porra!” você não entendeu?
.
O momento vergonha alheia fica com Vera Barreto Leite, “a Gisele Bündchen dos anos 50 e 60”, Trip Girl aos 72 anos em fotos de Marcelo Bormac (volta pro Google). Não sei o que deu nela, onde seus filhos e netos estavam e o que levou a Trip a fazer algo de tamanho mau gosto. O ensaio tenta ser tão polêmico quanto o da tetraplégica Mara Gabrilli, fotografado por Bob Wolfenson e publicado em setembro de 2000, porém não tem a menor poesia. Esse é quase como um ato de pedofilia inversa. Achei grotesco, bizarro, pervertido e nojento.
.Mulher Uva Passa
.
Trocaria fácil essas duas Trip Girls, a novinha com cara de velha e a muito velha com cara de muito velha, por uma mulher realmente sexy e com mais de 40. Sugestões: Helena Ranaldi, Luiza Brunet, Maitê Proença, Carolina Ferraz, Bruna Lombardi, um bis da Paula Toller...
.
A entrevista com Ronaldo é uma conversa de camaradas sobre futebol. Sinto falta das Páginas Negras que colocavam caras como o Ronaldo na parede. As polêmicas relacionadas ao fim do casamento com Cicarelli e o motelzinho com um travecão (nem no escuro e a 1 km de distância aquilo lá parece mulher) foram respondidas evasivamente em duas ou três perguntinhas gentis. Queria muito perguntas do tipo: “Você se acha bonito?”, “O que mulheres como Raica e Cicarelli vêem em você?”, “Já deu um tapa na pantera, meteu a cara na farinha?”, “Feia daquele jeito, tu jura pela sua mãe que você confundiu aquilo com mulher?”...
.Imprensa que sai (só toma cuidado pra ele não gamar)
.
A única coisa bacana dessa edição é o editorial de moda sobre bermudas, todo em P&B e fotografado por Murillo Meirelles (pode fechar o Google). Bonito, despojado e J-O-V-E-M.
.A cara da Trip
.
A revista do mês passado diluiu com mais parcimônia o tema “Liberdade” entre suas páginas. Já nessa, a Trip pegou muito pesado com “Longevidade”. Adoraria ver qualquer uma dessas matérias (a do asilo de luxo é a mais interessante) isoladas em Trips distintas, mas ver todas juntas de uma vez só foi um pé no saco. E não me chamem de ranzinza.

9 comentários:

Greg disse...

Hum...
Não vi então nem posso falar do resto.
Mas editorial de moda com bermuda de naylon é beeem Trip mesmo.

manu disse...

ai, meninos, por isso que adoro este blog. meu marido recebeu a trip aqui em casa e a sensação que tive foi justamente essa: o que ela traz de novo? que entrevista "amiga" é essa com ronaldo? onde estão os questionamentos de verdade? para ser na real uma entrevista definitiva, ela tinha que pegar na ferida, e não ficar louvando o cara como o deus do futebol. adoro futebol, reconheço tudo o que ele fez, mas pra fazer uma entrevista com ele neste momento ele tinha, sim, que falar dos travecos. tinha, sim, que falar do pó. tinha, sim, que falar de tudo que ele não fala aqui. as trip girls também são péssimas.
aliás, cadê os fotógrafos bons dessa revista (christian gaul, gui paganini, etc...)? quem são esses caras que fotografaram as trip girls? nunca ouvi falar e modéstia à parte, acompanho tanto todas as revistas que é difícil eu nunca ter ouvido falar de um fotógrafo, ainda mais da trip.
pra finalizar: mesmo a moda acho just ok. na real mesmo, não gosto muito, não, mas perto de todo o resto ela passa. acho repetitivo a trip ficar fazendo editoriais de moda com meninos-surfistas-do-rio toda edição. moda boa em revista masculina mesmo, só na vip. pelo menos até agora. e na vogue homem, mas ela não conta tanto, porque é beeem diferente das outras masculinas do mercado.

manu disse...

ai, meninos, por isso que adoro este blog. meu marido recebeu a trip aqui em casa e a sensação que tive foi justamente essa: o que ela traz de novo? que entrevista "amiga" é essa com ronaldo? onde estão os questionamentos de verdade? para ser na real uma entrevista definitiva, ela tinha que pegar na ferida, e não ficar louvando o cara como o deus do futebol. adoro futebol, reconheço tudo o que ele fez, mas pra fazer uma entrevista com ele neste momento ele tinha, sim, que falar dos travecos. tinha, sim, que falar do pó. tinha, sim, que falar de tudo que ele não fala aqui. as trip girls também são péssimas.
aliás, cadê os fotógrafos bons dessa revista (christian gaul, gui paganini, etc...)? quem são esses caras que fotografaram as trip girls? nunca ouvi falar e modéstia à parte, acompanho tanto todas as revistas que é difícil eu nunca ter ouvido falar de um fotógrafo, ainda mais da trip.
pra finalizar: mesmo a moda acho just ok. na real mesmo, não gosto muito, não, mas perto de todo o resto ela passa. acho repetitivo a trip ficar fazendo editoriais de moda com meninos-surfistas-do-rio toda edição. moda boa em revista masculina mesmo, só na vip. pelo menos até agora. e na vogue homem, mas ela não conta tanto, porque é beeem diferente das outras masculinas do mercado.

andreporto69 disse...

Leandro, por coincidência dei uma olhada numa Trip que estava aberta lá na Saraiva e foi justamente isso que achei. Sinceramente, a Trip hj em dia tá uma revista chata. De tão "cabeça" que quer ser perdeu a graça. Ainda tenho na minha pequena coleção ótimos exemplares com personalidades como Paula Toller, Fernanda Torres e Marisa MOnte e descobertas Trip com Cicarelli, Luize Altenhofen e Ellen Roche na capa. BOns tempos aqueles. Agora é ser alternativo ao ponto de colocar esses ensaios toscos. Pena.

Greg disse...

JURO que eu li "veia gata" no título do ensaio.

Leandro disse...

Quero trocar a legenda "Mulher Uva Passa" pra "Mulher Ameixa Seca". Odeio qdo isso acontece.

Ah, Manu, que bom que vc adora o blog. Pelo meno uma pessoa nessa mundo injusto tinha que adorá-lo, né? Hehehe... Concordo com a parte da VIP ter os melhores editoriais de moda masculina.

Israel Carneiro disse...

Compro a Trip a 2 anos e senti a mesma coisa.A Trip em setembro tava tão boa.Os ensaios da Trip estão horriveis,a cada edição piora.Vou ter é vergonha de levar a trip pro colegio este mês.kkkk

Israel Carneiro disse...

Trica da moda masculina:

Vip - Homem Vogue - Playboy

Nada mais

Sofia Beckinsale disse...

Num tempo remoto, a Trip pegava a Luana Piovani e fazia ensaios históricos com ela, ou então as Páginas Negras justificavam seu nome... pena que isso só fique na memória de quem gosta de revistas e ensaios de bom gosto.

E parabéns pelo blog, muito bom. Até na comunidade de vocês no orkut eu pedi pra entrar.

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^