segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Meninas albinas

Ainda não vi a PLAYBOY da Ana Paula Tabalipa (oi? sim, eu adoro papel, não moro em São Paulo e não curto ver imagens piratas, obrigado) e estou bem curioso pelo resultado. Assim como muitos fãs da revista e todos os meus amigos que viram a capa, eu logo fiquei alucinado e orgulhoso pela superação do lugar-comum habitual. O ensaio promete tomar proporções absurdas de críticas positivas e alavancar a satisfação dos leitores.
.
Mas...
Elogios a parte, achei que a capa teve uma pegada bem boa da última edição da KEY, sabia?
.
Versão pelada
.
Super difícil escrever esse post sem parecer implicante, mas queria deixar claro que isso não é uma crítica gratuita, só a ressalta de duas linhas de raciocínio próximas e de sucesso, cada uma no seu segmento.
.
E eu bem prefiro a PBY, viu.
Linda!

2 comentários:

ℓυкѕ -- MΛđĿμĸΣ disse...

haushauhsauhsauhu essa foi boua!

Leandro disse...

Tenho medo dessa capa da direita...

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^