sábado, 8 de novembro de 2008

Uma questão de acabamento


Todo produto gráfico precisa de um acabamento, no mínimo, satisfatório. Algumas revistas nos surpreendem e têm papel melhor que o imaginado, têm o design ainda mais foda que esperávamos e principalmente, tomam tanto cuidado com seu produto, que raramente encontramos erros grosseiros em suas páginas.

Mês passado fiquei uns bons dias olhando pra uma 'sujeira' na capa da VIP, mas acreditava que não rendia post, mas agora tem mais um probleminha de capa, por isso vamos juntar os dois e fazer uma coisa só.

O caso da capa da VIP é a prova da falta de cuidado ao fazer uma capa. Um pouquinho mais de acabamento e esse 'resto' de marca verde no cabelo dela não existiria.

Galera, multiply e uma borracha vagabunda não resolvem tudo...

Já o caso da Playboy é um pouquinho mais grave. Ali na VIP só os chatos reparam no resto verde, mas errar o nome do entrevistado do mês é um absurdo. Alguém aí conhece o Daniel Graig?!

depois de ilustrar uma matéria sobre o Porsche com uma Ferrari...

Eu só conhecia o Daniel Craig, mas ainda bem que a Playboy tá aí para me apresentar esse novo ator.


Redações do meu Brasil, acabamento!

Ps.: Outra coisa importante a ser dita: o papel da VIP e da Playboy é um lixo. A impressão é tosca, e a edição da Cláudia Ohana, que comprei em banca, veio com diversas páginas marcadas, com falha de impressão. SUPER TOSCO!

Poderosos da Editora Abril, comprem a Trip ou a Homem Vogue e aprendam um pouquinho de produção gráfica. Grato!

5 comentários:

JDS disse...

Ja faz algum tempo que o papel usado tanto na playboy quanto na VIP,vem me incomodando.Esta edição da Ohanna então foi a gota dágua.Muitas páginas amassadas, a qualidade do papel péssima.A capa fica toda enrolada..Enfim..bem lamentável.O que me surpreende é a Maxim,a qualidade do papel usado na publicação é infinitamente superior, e após ler a edição,a capa continua intacta, perfeita.Espero que o Aran leia este post e possa tomar uma providência,pois muita gente esta reclamando também.
Falando em Maxim,alguém ja sabe quem é a capa do mês?????

Leandro disse...

Poderosos da Editora Abril, por favor, façam o que o Thiago pediu mas não aumentem o preço da revista, tá? Tô tão fudido que daqui a pouco tô vendendo a revista do almoço pra comprar a do jantar...

andreporto69 disse...

Jds, essa briga por um papel melhor é uma briga que Aran já comprou a um bom tempo. Falo isso pq ele mesmo já me procuro pra falar no assunto. Ele continua brigando por um papel melhor. Mas parece que na Abril os diretores não se importam muito com isso não.

Se repararmos, não é só PBY e VIP que tem esse papel de baixa qualidade. Minha mãe assina a Estilo, e o material é ainda pior. A capa tem a gramatura do pôster de PBY pra vc terem idéia.

Outro exemplo gritante é aquela revista pra rico (com belo design, do mesmo Alexandre, dir, de arte, de PBY) Classe A. Fiquei com pena ao ver essa revista na estante da Saraiva toda entortada.

Realmente é um absurdo!

Greg disse...

Daniel Greg.

Papel melhor djá!

Marcus Vinícius disse...

Daniel Greg, hehe

Essa foi peso! Ainda nem percebi pq não tenho minha edição...

Postar um comentário | Feed



Blog Widget by LinkWithin
 
^